Ultimas Noticias

Gaules faz depoimento emocionante sobre Free Fire – Mobile Gamer

img
out
12
0

O streamer da Twitch Alexandre Gaules, bastante espargido no cenário de CS:GO, resolveu comentar novamente a polêmica e o “rage” dos jogadores de PC com quem joga Free Fire. O streamer destacou a valia do jogo, não somente no eSports, mas na vida de muitas crianças.

free-fire-gaules Gaules faz depoimento emocionante sobre Free Fire
Gaules, streamer na Twitch, comenta polêmica sobre Free Fire chegar em peso na plataforma.

Confira um trecho do prova do Gaules.

“Uma muchacho de uma comunidade não está mais falando as gírias do mundo do delito, e sim as do Free Fire. Hoje o sonho do moleque não é mais ser um traficante, e sim o Nobru. Logo você olhar isso, e não falar ‘rostro, cola junto, vocês (jogadores de Free Fire) são tão bons quanto qualquer outra pessoa, o seu jogo é tão bom quanto qualquer outro’, é um tanto sinistramente cruel. São alguns preconceitos que eu inclusive já passei na minha vida”, comentou o streamer.

Confira o vídeo completo.

Gaules também criticou o cenário de premiações de eSports que mudou o formado de algumas premiações por pretexto do Free Fire. Hoje, o jogo da Garena é de longe o que possui a maior comunidade de eSports e isso parece incomodar muita gente.

“Durante anos, a comunidade do Brasil mandou e desmandou em quem seriam os ganhadores das categorias. Aí em um ano que a gente chega em um evento e vê pessoas que eram humildes, que vieram de uma comunidade, pessoas que nunca tiveram ‘quesito’ (financeira), pessoas vencerem e receberem todos os prêmios que eles merecem e tem que receber, aí o que que a gente vai? A gente vai e muda o formato do prêmio”.

A polêmica na segmento final do vídeo, se deve a premiação eSports Brasil 2019, em que Free Fire dominou todo o evento. Uma vez que em 2020, ao que tudo indica, não será dissemelhante. A organização do evento resolveu mudar o formato para incluir um júri com especialistas que vão calcular qual será o melhor jogo do ano.

Jogos mobile sempre foram discriminados uma vez que “segundo escalão” no mundo dos games. Mas já faz um tempo que o “jogo virou” e o mobile ficou a principal plataforma de entretenimento no mundo. Resta saber até quando vamos suportar esse tipo de preconceito.

Por mais que Free Fire  tenha uma qualidade questionável, o impacto social do game em nosso países é inegável. Free Fire virou um fenômeno cultural (de inclusão e comunidade saudável), e isso vai muito além dos gráficos serem bons ou ruins.

Publicidade